Antonov 225 Mriya no Brasil

O Retorno

Antonov 225 Mriya in Brazil - The Return!

O maior avião do mundo retornou ao Brasil e pousou pela primeira vez em Viracopos (VCP), Campinas-SP.
Brasil, 14 e 15 de novembro de 2016.

The largest airplane in the world returned to Brazil and landed for the first time in Viracopos (VCP), Campinas-SP.
Brazil, November 14-15, 2016.

 

Álbum Completo: 30 Fotos

Fotos

Photos

Antonov 225 Mriya - UR-82060

Antonov 225 Mriya - UR-82060

Antonov 225 Mriya - UR-82060

Antonov 225 Mriya - UR-82060

Antonov 225 Mriya - UR-82060

Antonov 225 Mriya - UR-82060

Antonov 225 Mriya - UR-82060

Antonov 225 Mriya - UR-82060

Antonov 225 Mriya - UR-82060

Antonov 225 Mriya - UR-82060

Antonov 225 Mriya - UR-82060

Antonov 225 Mriya - UR-82060

Antonov 225 Mriya - UR-82060

Antonov 225 Mriya - UR-82060

Antonov 225 Mriya - UR-82060

Antonov 225 Mriya - UR-82060

Antonov 225 Mriya - UR-82060

Antonov 225 Mriya - UR-82060

Antonov 225 Mriya - UR-82060

Antonov 225 Mriya - UR-82060

Antonov 225 Mriya - UR-82060

Antonov 225 Mriya - UR-82060

Antonov 225 Mriya - UR-82060

Antonov 225 Mriya - UR-82060

Antonov 225 Mriya - UR-82060

Antonov 225 Mriya - UR-82060

Antonov 225 Mriya - UR-82060

Antonov 225 Mriya - UR-82060

Antonov 225 Mriya - UR-82060

Antonov 225 Mriya - UR-82060

Antonov 225 Mriya - UR-82060

Antonov 225 Mriya - UR-82060

Antonov 225 Mriya - UR-82060

Antonov 225 Mriya - UR-82060

Antonov 225 Mriya - UR-82060

Antonov 225 Mriya - UR-82060

Sem Título-1

Sem Título-1

Antonov 225 Mriya - UR-82060

Antonov 225 Mriya - UR-82060

Antonov 225 Mriya - UR-82060

Antonov 225 Mriya - UR-82060

Antonov 225 Mriya - UR-82060

Antonov 225 Mriya - UR-82060

Antonov 225 Mriya - UR-82060

Antonov 225 Mriya - UR-82060

Antonov 225 Mriya - UR-82060

Antonov 225 Mriya - UR-82060

Antonov 225 Mriya - UR-82060

Antonov 225 Mriya - UR-82060

Antonov 225 Mriya - UR-82060

Antonov 225 Mriya - UR-82060

Antonov 225 Mriya - UR-82060

Antonov 225 Mriya - UR-82060

Antonov 225 Mriya - UR-82060

Antonov 225 Mriya - UR-82060

Antonov 225 Mriya - UR-82060

Antonov 225 Mriya - UR-82060

Antonov 225 Mriya - UR-82060

Antonov 225 Mriya - UR-82060

Antonov 225 Mriya - UR-82060

Antonov 225 Mriya - UR-82060

cartão-herbert-fotografias

cartão-herbert-fotografias

Fotos © Herbert Monfre. Todos Direitos Reservados. Proibido realizar cópias e  downloads.

Photos © Herbert Monfre. All rights reserved. Copying and downloading is prohibited.

Contatos para licenciamento e compra por estas imagens, Clique aqui.

Contacts for licensing and purchase of these images, click here.

 

O MAIOR DO MUNDO RETORNOU AO BRASIL

Milhares de pessoas compareceram até ao aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (VCP), interior de São Paulo e também ao Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos (GRU) para ver o maior avião do mundo e único exemplar operacional em condições de voo.

 

Avião para transporte de Cargas especiais – o Antonov 225 Mriya, registro UR-82060 – realizou mais um serviço logístico em uma jornada de voo até ao Chile. Um total de sete voos fazendo escalas até ao destino final. A penúltima e ultima escala foi no Brasil, onde teve por finalidade transportar um transformador de 180 toneladas produzido pela Asea Brown Boveri (ABB). Foi a segunda maior carga na história do Antonov 225 e a maior carga aérea transportada no Brasil por um avião.

 

10 de novembro – A aeronave decolou de Kiev, Ucrânia com destino até Leipzig, Alemanha. Após o pouso em Leipzig, a aeronave sofreu um problema com o motor 2. O problema teve origem na falha de uma válvula (cutoff valve) que levou à ocorrência de emissão do fogo. Segundo a empresa Antonov, o motor foi inspecionado e considerado em condições de permanecer em serviço. Esta foi à primeira “perna” do voo até o Chile.

12 de novembro – Realizou a segunda perna que estava programada para ser realizada na sexta-feira (11 de novembro) de Leipzig até Keflavik, Islândia. Após a parada técnica Mriya deu continuidade do voo de Keflavik até Goose Bay, Canadá, cumprindo a terceira etapa.

 

13 de novembro – A quarta etapa do voo foi alterada! O Antonov 225 estava programado para voar de Goose Bay até Washington, EUA, em seguida até Miami, EUA. De Miami até Paramaribo, Suriname. De Paramaribo até Iquique, Chile. Estas etapas foram canceladas!

Com isso, o Antonov 225 Mriya mudou o trajeto, Houston (EUA) foi inserido na jornada  –  o Mriya decolou de Goose Bay, Canadá até Houston.

14 de novembro – Logo pelo início da segunda-feira, a aeronave decolou de Houston em voo direto ao Brasil. Campinas (Viracopos) foi à vez de receber o Antonov 225 Mriya. O pouso em Campinas aconteceu por volta das 11h02 da manhã do horário Brasília (13h02 UTC).

 

Pela primeira vez, o maior aeroporto de carga do Brasil recebeu o maior avião operacional do mundo.  À noite, o Antonov seguiu em um voo curto até Guarulhos. A aeronave pousou em Guarulhos, às 23h40 do horário Brasília (01h40 UTC).

15 de novembro, feriado nacional brasileiro –  O Antonov 225 decolou de Grarulhos às 22h do horário de Brasília (02h00 UTC) rumo à Santiago no Chile.

 

 

O Antonov 225 Mriya no Brasil

 

 

O Antonov 225 já esteve no Brasil pela primeira vez – em 14 de fevereiro de 2010 – foi contratado pela Chapman Freeborn Airchartering (empresa britânica de frete aéreo), a serviço da Petrobrás, transportando três gigantescas válvulas para a Refinaria de Paulínia REPLAN.

Naquele ano de 2010 o aeroporto de Guarulhos parou para ver  o pouso do "Heavy" com seus seis motores ZMKB Progress D-18 e 32 pneus.

Antes da viagem ao Brasil, o Antonov 225 transportou de Tóquio para Santo Domingo, cerca de 110 toneladas entre equipamentos de construção civil e mantimentos doados pelo Japão para ajudar a reconstruir o Haiti.

Para este ano de 2016, o An-225 esteve transportando até Santiago, Chile um transformador de 180 toneladas produzido pela ABB Transformadores, considerado a segunda maior carga transportada pelo Antonov e a maior operação de carga transportada em um avião de Cargueiro no Brasil.

 
Sobre o Antonov 225 Mriya

 

 

 

O Antonov 225 Mriya, ou An-225, chamado pela OTAN de Cossack, é uma aeronave de transporte cargueiro estratégico, construída pela Antonov Design Bureau, empresa ucraniana que fabrica aeronaves. O An-225 é a maior aeronave de asa fixa do mundo. O design, construído para transportar a nave espacial Buran, foi um desenvolvimento para aumentar o bem-sucedido An-124 Ruslan. Mriya (Мрiя) significa "Sonho" (Inspiração) em Ucraniano.

 

O Antonov An-225 está disponível comercialmente para transportar cargas de grandes proporções, devido ao tamanho único de seu compartimento de carga. Para se ter noção de seu tamanho, ele comportaria, facilmente, mais de mil e quinhentas pessoas. Além disso, ele pode como já foi mencionado, transportar cargas na parte externa e superior da fuselagem. Sendo usado para transportar cargas dessa forma, a capacidade de carga diminui para um pouco menos de duzentas toneladas. Entretanto, as medidas da carga aumentam. O comprimento, por exemplo, passa de pouco mais de quarenta e quatro metros para mais de setenta. É necessário, apenas, que essa carga tenha um mínimo de aerodinâmica. Atualmente, há somente uma aeronave em operação.

 

O primeiro Voo aconteceu no dia 21 de Dezembro de 1988. A aeronave estava em uma demonstração estática no Paris Air Show em 1989 e voou durante os dias liberados ao público no Farnborough Air Show, em 1990. Duas aeronaves foram encomendadas, que atualmente são operadas pela Antonov Airlines, matriculadas UR-82060 e UR-82070. Estes são disponíveis comercialmente para carregar cargas excessivamente pesadas e grandes, para até 250.000 kg internamente, ou ainda 200.000 kg na área superior à fuselagem. A carga na parte superior da fuselagem pode ter até 70m de comprimento.

O segundo An-225 foi construído parcialmente durante o final da década dos anos 80 para o uso do Programa Espacial Soviético. O desenho do segundo An-225 incluía uma porta de carga traseira e uma cauda redesenhada com um único estabilizador vertical, desta forma, sendo mais efetivo para o transporte cargueiro. Após o colapso da União Soviética em 1990 e o cancelamento do Programa Espacial do Buran, este An-225 foi armazenado em 1994. Os seis motores Ivchenko Progress foram removidos de uso nos An-124. O primeiro An-225 foi mais tarde re-motorizado e colocado em serviço.

Recordes

  • Em setembro de 2001, ele voou transportando uma carga de 253,86 toneladas a uma altitude máxima de dois quilômetros e a uma velocidade média de 763,2 km/h. A distância percorrida foi de mil quilômetros, aproximadamente.

 

 

  • É o maior avião em operação do mundo.

 

 

  • O único avião a ter maior envergadura de asa que o An-225 é o Hughes H-4 Hercules "Spruce Goose". Entretanto, o Spruce Goose é mais curto, mais leve, nunca voou acima dos vinte e um metros (70 pés) e voou somente uma vez, ao passo que o An-225 já executou centenas de voos.

 

 

 

Curiosidades

 

 

 

  • O An-225 utiliza mais de 95.000 litros de combustível para percorrer uma distância de pouco mais de 5.000 quilômetros enquanto o Boeing 747 utiliza 65.000 para percorrer a mesma distância.

 

 

  • O desenho da aeronave fictícia An-500, presente no filme 2012, foi baseado no An-225.

 

 

Especificações

 

 

Registro: UR-82060

 

 

Tipo de aeronave: Cargueiro

 

 

Propulsão: 6 Motores ZMKB Progress Lotarev D-18T (com 229,50 kN de propulsão cada)

 

 

Peso máximo de carga permitido para conseguir decolar: 600 ton.

 

 

Peso máximo de carga útil (interna ou externa): 300 - 300 ton.

 

 

Envergadura de asa: 88,4 m

 

 

Comprimento: 84 m

 

 

Velocidade: 865 km/h

 

 

Altura: 18,1 m (excluindo o trem de pouso)

 

 

Autonomia de voo com carga máxima: 4.500 km

 

 

Autonomia de voo com tanques de combustível cheios: 15.400 km

 

 

Tripulação: 6 pessoas.

 

 

Zona de carga caberia o equivalente a: 1.500 pessoas

 

 

 

Comparação entre os maiores aviões do mundo: An-225 (verde). Hughes H-4 Hercules (amarelo) Boeing 747 (azul) e Airbus A380 (vermelho):

Esse conteúdo tem um apoio de